[Review] Don't Starve

Klei Entertainment (Mark of The Ninja) inovando com um survival em um mundo bizarro, um tanto sandbox e muito hardcore.


Olá, pessoas felizes!
Com PC novo podendo finalmente voltar a jogar e escrever sobre os jogos :)
Voltando diretamente com Don't Starve, um jogo viciante da Klei Entertainment, também criadora de ShankMark of The Ninja entre outros.
Depois do sucesso de seus jogos de ação era de se esperar que a Klei fosse seguir esse mesmo caminho. Mas para a surpresa geral da nação ela resolveu inovar com um survival em um mundo bizarro, um tanto sandbox, bastante hardcore.
Por isso se você for da "nova geração", criada a leite com pêra, acostumada a ter os jogos  que praticamente "se jogam sozinhos" por você, é melhor estar preparado pra passar por grandes dificuldades nesse game.
Mas se você for um saudosista Old Scool Hardcore Gamer este jogo será um passeio no parque... um parque bem somrbio e divertido :P


História

Nada como uma história simples pra um verdadeiro sandbox

Sou fã de jogos desse estilo (não se aplica a RPGs) que possuam histórias simples. Ao meu ver isso dá mais liberdade ao jogador pra que ele se identifique a sua maneira com cada personagem. Afinal de contas, nada mais chato do que uma história que já vem toda fechada com personagens 100% construídos pra você tentar se identificar e se adaptar a ele.


Talvez eu seja criativa demais (o que não é sempre uma coisa boa), talvez eu simplesmente não tenha facilidade de me adaptar a personagens padrões que que já existem nos jogos, talvez isso tudo tenha algum sentido no fim... ou não :P


Você começa sua jornada como Wilson, um ambicioso e curioso cientista que é "levado no papo" por uma força demoníaca que o engana para que ele construa uma máquina misteriosa que promete muitos conhecimentos HUAHUAHUAHAUHUA *risada maléfica*.
Wilson descobre da pior forma possível que essa maquina era na verdade um portal que o joga em um mundo sombrio cheio de criaturas bizarras. Neste mundo ele deve sobreviver aos perigos da noite e do dia enquanto tenta encontrar uma forma de voltar pra casa.
Caso você seja como eu, que sempre penso "Poxa, mas eu queria jogar como uma menina!". Calma que com o passar dos dias e o acúmulo de experiência no jogo você vai desbloqueando novas personagens com caraterísticas únicas, que vão adicionar novas formas de interação e posturas frente as adversidades que o jogo possa te apresentar.


Gráficos

Parece que a Klei se inspirou naquelas filmes de animação mudos dos anos 30 e 50, mantendo a marca artística reconhecida da Klei Entertainment já conhecida de Shank, Mark of the Ninja, etc.


Este é sem dúvidas um jogo sombrio.
Visualmente falando é impossível para os mais novos não lembrarem das obras mais "darks" de Tim Burton como: Beetlejuice, Edward Mãos de Tesoura, O Estranho Mundo de Jack, A Noiva Cadáver... Até mesmo Wilson, personagem principal desse jogo lembra um pouco o Johnny Depp como Benjamin Barker em Sweeney Todd de Tim Burton.


Trilha Sonora

Em parte do jogo você vai perceber uma trilha bem baixinha ao fundo.
Mas em certos momentos não vai haver música alguma. Recurso este que enfatiza ainda mais a ideia de solidão da personagem.
Durante muitos momentos o único som que você vai ouvir será o som de seus passos, da sua fogueira, dos animais da floresta e até mesmo da própria "floresta" que pode te dar alguns sustos durante a noite.

Obviamente este não foi motivo para deixarem a trilha sonora de lado. A música de fundo pode ficar mais alta ou mais baixa pra marcar os diferentes momentos do jogo.
Quando toca a musica "Danger" por exemplo, eu sei que a coisa está ficadndo tensa pro meu lado. Também costumo chamar esta música de "a música do agora a p* ficou seria" ;P

Confira uma parte da trilha sonora desse jogo na playlist abaixo

Acho importante comentar sobre um recurso que eu achei suuuuuper interessante. As falas de todos foram substituídas por instrumentos de sopro metálicos sempre acompanhadas de um texto com o conteúdo da fala, numa referência clara ao cinema mudo. A verdadeira cereja no topo do "sorvete retrô" que é esse game.

Mesmo sem o uso de voice actors, as tubas, trombones (trompetes, flautas... e o que mais eles tenham usado) conseguiram refletir perfeitamente a personalidade, tipo de humor e postura de cada personagem. Uma pequena "orquestra" de instrumentos de sopro.


Jogabilidade

Influências
A primeira coisa que a gente percebe nos primeiros minutos de jogo são as claras influências de Minecraft e Terraia.
A influência de Minecraft (que também influenciou o próprio Terraria) pode ser percebida na necessidade de explorar, construir ferramentas, se alimentar (algo que eu sentia falta no Terraia) e se abrigar dos perigos noturnos.
A influencia do Terraia fica por conta da maior complexidade na históra e no ambiente (suas ações influenciam e muito no ambiente, aparecimento de novos monstros, o que dá um pouco mais de objetivo no jogo), maior diversidade de monstros e necessidade do uso de mais estratégia para sobreviver.

E claro que Don't Starve não se resume apenas a juntar Minecraft com Terraria. Este game trouxe muitas coisas novas, como por exemplo o sistema de sanidade, portais que podem ser usados para iniciar um hard mode (sim, ainda mais hard) e interações únicas com o ambiente a sua volta, que serão melhor tratados nos tópicos abaixo.


Controles e Modos de Jogo
Don’t Starve é jogado numa perspetiva isométrica. Pode-se girar a tela usando as teclas Q e E.
Sem deixar suas influências de lado, esse jogo também possui ciclos de dia e noite, sendo fatal  não construir uma fogueira a noite.
Não existe um modo multiplayer :(
Maxwell's Door

Joga-se por padrão no Modo Survival, mas se você encontrar pelo mundo a Porta de Maxwell (Maxwell's Door), você inicia o "Modo Aventura" (Adventure Mode). Você não pode levar itens para esse modo de jogo que possui varias fases com um objetivo próprio.

ATENÇÃO: Descobrir sozinho o objetivo desse modo faz parte da diversão para Hardcore Gamers. Por isso ele pode ser considerado Spoiler. Caso você queira ver o objetivo desse modo: clique e arraste o mouse na parte branca abaixo para ler.


Spoiler aqui → Sobreviver a 5 mundos selecionados aleatoriamente enquanto tenta, em cada um deles, localizar todas as 4 peças da Coisa de Madeira (Wooden Thing) para em fim poder monta-la, ativa-la e ir para o próximo mundo. Existem atualmente 6 possibilidades de mundos "A Cold Reception", "King of Winter", "The Game is Afoot", "Archipelago", "Two Worlds", "Darkness". Cada um com suas características próprias. Sendo que o último mundo a ser explorado será "Epilogue: Checkmate" onde ocorre a luta contra o Boss

Jogamos usando comandos de mouse (Point and Click) e também de teclado podendo optar por combinar os dois em momentos estratégicos. Por exemplo, você pode andar com WASD ou clicando com o mouse  no chão, mas caso você queira segurar um item e andar ao mesmo tempo é mais efetivo segurar o item com o mouse e andar com WASD.
Os itens em seu inventário podem ser selecionados ao clicar sobre eles com o mouse ou usando os números do seu teclado.


Interface do Jogador
A interface é bastante intuitiva e de fácil compreensão.
Clique para ampliar
Precisamos ficar sempre atentos a 3 indicadores importantíssimos para evitar nossa morte. Esses indicadores são representados por órgãos do corpo humano sendo eles:

Fome (representada por um estômago)
Nos indica a fome da personagem e para sacia-la é necessário comer o que a natureza nos fornece... Suficiente ao menos nos primeiros dias. Afinal de contas, com o passar do tempo, enfrentando novos desafios e sendo atacado por criaturas cada vez mais poderosas, você vai desenvolver a necessidade de comer alimentos mais nutritivos e que recuperem mais pontos de seus status. Podendo até mesmo gerar alimentos que recuperem mais de 1 status ao mesmo tempo (Fome e Saúde, ou Saúde e Sanidade... sendo possível até mesmo os 3 juntos). Isso acaba nos incentivando a tentar conseguir a carne de outras criaturas, por mais fortes que elas possam parecer, como os Búfalos por exemplo. Também nos faz querer juntar os materiais necessários para a construção de fazendas e novos instrumentos voltados para a culinária, como uma panela especial pra testar combinações de alimentos para a produção de novos pratos, construir uma geladeira pra evitar que os alimentos estraguem rápido, um "varal" para a secagem da carne pra fazer carne de sol, etc. Manter-se alimentado é um desafio ainda maior no inverno devido a escassez de alimento somada ao frio que não nos permite ficar muito tempo andando pela neve.

Sanidade (representada por um cérebro)
É importante manter a sanidade de sua personagem para evitar o aparecimento de criaturas imaginárias que podem te dar dano de verdade. Alguns alimentos possuem propriedades especiais e podem aumentar nossa saúde ao custo de sanidade. Outros alimentos podem aumentar nossa sanidade ao custo de nossa saúde. Podemos construir itens especais como chapéus ou coroas de flores que aumentam gradativamente nossa sanidade. Estar perto de criaturas amigas (porcos) também nos ajuda a manter nossa sanidade. Maiores detalhes sobre o funcionamento do sistema de sanidade em "Mente sã num corpo são" (abaixo)

Saúde (representada por um coração)
É importante ficarmos de olho nesse indicador pois podemos morrer se formos atacados, se estamos nos limites da nossa fome ou se ingerirmos comida estragada.
No incio do jogo as borboletas são as melhores formas de recuperar saúde, mas elas são um tanto difíceis de serem capturadas. Posteriormente com o preparo de alimentos mais complexos nossa saúde pode ser recuperada com a ingestão de pratos mais elaborados ou até mesmo o preparo de Healing Salve (recupera 20 pontos de saúde) ou Honey Poultice (recupera 30 pontos, mas é mais difícil de conseguir os itens pra fazer).
Pratos mais elaborados preparados na Crock Pot 


Atualizações
Nas primeiras versões do jogo a jogabilidade era um pouco atrapalhada quando alguns comandos do mouse falhavam de vez em quando, algo bem chatinho quando se estava atacando um monstro.
Mas isso já foi corrigido nas varias atualizações que já saíram pra esse jogo.
 


algumas das muitas imagens de atualizações já lançadas
Acho importante ressaltar que novas atualizações continuam saindo e temos a promessa de continuidade por pelo menos mais 6 meses de atualizações. Isso tudo sem aquela ganância dos lançamentos absurdos de DLCs exageradamente inúteis que algumas empresas insistem em continuar fazendo. A próxima atualização vai trazer cavernas!!!

Construindo
Você não começa com guia algum, mas não há necessidade de ficar consultando guias fora do jogo (algo que me afastou de Minecraft por não dar nem uma noção básica de como fazer as primeiras ferramentas).
Em Don't Starve você tem sim uma pequena ajuda, mas nada que deixe o jogo fácil demais.
Esta ajuda se resume a uma barra lateral que mostra quase todas as construções que podemos criar.
Nessa barra podemos ver todos os materiais que precisamos recolher para produzir itens melhores. Agora cabe a você explorar o mundo pra descobrir onde e como conseguir esses materiais. Podemos até mesmo construir Máquinas Científicas e Estações de Alquimia para habilitar a construção de novos equipamentos cada vez mais complexos.

Podemos até mesmo construir algo parecido cm uma "casa" pra nos abrigar e manter alguns monstros afastados. Não podemos fazer portas, mas nada que umas armadilhas na entrada não resolvam para monstros menores.
Nem tudo pode ser recolhido manualmente e logo no inicio do jogo estaremos criando ferramentas como picaretas, machados, pás, entre outras ferramentas que possam nos ajudar em nossa exploração.
Mas é importante ter em mente a primeira regrinha de sobrevivência de Don't Starve (que aparece no vídeo acima).
Respeite a Natureza.


Interações com o ambiente
Existem criaturas monstruosas que são extremamente fortes e que podem aparecer pra te matar ou roubar seus itens caso você corte muitas arvores (e não replante um Pine Cone quando ela aparecer) ou mate muitas criaturinhas "inocentes" (não agressivas), entre outras interações nocivas ao meio ambiente que podem gerar problemas pra você futuramente. Afinal de contas, nem todos os recursos são renováveis.


Mas nem sempre a natureza deve ser vista como algo que vive tramando contra você. Além de te dar recursos e alimentos, alguns animais podem ser seus aliados.


Os porcos, por exemplo, basta presentea-los com o tipo de alimento certo pra que eles sejam seus amigos. Mas cuidado com o tipo de comida que você vai oferecer pra que eles não se transformem em criaturas bizarras com o passar do tempo!

Até mesmo animais que não sejam necessariamente seus amigos podem te ajudar indiretamente... Não há nada tão divertido como levar um grupo de abelhas raivosas a um local cheio de sapos. Você ainda pode colher os ferrões, carnes, mel, e demais restos dos bichos mortos, ou simplesmente deixar a briga acontecendo enquanto aproveita pra saquear a colmeia.
Agora cabe a você descobrir quais animais são mais adequados pra esse tipo de uso, afinal de contas, você não vai querer que no meio desse processo eles acabem comendo a carne que você queria tanto pegar, não é mesmo?


Realismo e Passagem do Tempo
Uma das características que mais chamam a atenção em Don't Starve e também que o diferencia de seus "antecessores" (Minecraft, Terraria) é  fato de você nunca se sentir 100% seguro. Afinal de contas, não basta simplesmente fazer uma fogueira pra espantar todos os monstros de seu local de acampamento. Acreditar que todos os monstros terão medo do fogo é a passagem mais rápida para uma morte dolorosa.

Mesmo quando você tem um acampamento montado e se julga protegido o jogo pode te "presentear" com uma criatura poderosa que não vai te dar outra opção: É abandonar o "navio" ou morrer. Mesmo que seja só pra guiar o monstro pra longe do seu território, será necessário deixar pra trás o conforto e a segurança do acampamento por alguns dias.
Essa sensação de constante insegurança traz um maior realismo a experiência do jogador e faz com que você tenha que planejar muito bem cada passo e cada decisão. Afinal de contas, não vai demorar muito até que você perceba que o "herói" desse jogo não é lá nenhum grande guerreiro, forte nem destemido. Sendo na verdade uma pessoa frágil que perde sanidade ao passar muito tempo no escuro, no cemitério ou sendo atacado por criaturas.
Outra boa dose de realismo adicionado a este jogo está no gerenciamento das necessidades básicas para a sobrevivência. Ao passar muito tempo acordado, a sanidade será prejudicada.

Percebe-se também que a Klei Entertainment teve um cuidado especial ao elaborar a passagem do tempo para este jogo. Nem todos os recursos são renováveis. Criaturinhas "fofinhas" crescem e se transformam em verdadeiros predadores. Os animais não simplesmente se multiplicam automaticamente gerando novos adultos. Antes eles passam pela fase de serem filhotes ou ovos (sendo mais fáceis de serem abatidos). Mas em compensação dificilmente um filhote vai andar sozinho pelo mundo.
Até mesmo as estações do ano mudam, trazendo novos desafios principalmente no inverno, ao "congelar" sua fazenda. Sua personagem passa a sentir frio e pode até morrer pra ele. O inverno também faz com que alguns animais "hibernem" e novos animais apareçam... e com eles novas ameaças, mas em compensação novos materiais que podem ser usados por você.



 "Mente sã num corpo são"
Uma grande novidade trazida por Don't Starve é o sistema de sanidade. É importante se abrigar e se alimentar, mas também é importante manter a sua saúde mental.
Quanto mais insana a personagem for ficando, mais coisas estranhas você verá. Um inocente coelhinho pode acabar se transformando em uma criatura monstruosa na sua cabeça.
O ambiente muda e você passa a enxergar olhos te vigiando durante a noite, sombras que te seguem, criaturas que na verdade não estão lá.
Alucinações
E não pense que isso tudo não vai te machucar por serem apenas frutos de sua imaginação. Afinal de contas, se a mente acredita em algo isso se reflete no corpo, não é mesmo?
Apesar de você poder usar a sanidade baixa pra ter acesso a novos materiais, principalmente usados em magia, lembre-se sempre de que essas criaturas imaginarias podem te dar dano de verdade se sua sanidade estiver em torno dos 30.


Por isso cuide de sua mente! Não fique muito tempo sem dormir, evite passar muito tempo em cemitérios, não coma carnes cruas, colha algumas flores (mas cuidado com o tipo de flor) e vou deixar o resto pra você descobrir por conta própria :P


Personagens

Existe a possibilidade de se desbloquear novas personagens com as quais você poderá jogar. Algumas são liberadas com o acúmulo de experiência no jogo, mas existem também outras que precisam de ações específicas, ser encontrado dentro do jogo, etc.
Como a variedade é bem grande e cada personagem tem características únicas, vou posteriormente elaborar um post pra falar mais detalhadamente de cada um. Dessa forma também ficará mais fácil de manter o post atualizado pra futuras adições de personagens.

Dificuldade

Nessa parte eu devo discordar da grande maioria das analises que já li sobre esse jogo. Muitos colocaram a dificuldade como um ponto negativo, mas pra mim é um ponto positivo. 
Morrendo com ZERO dias de jogo
Primeiramente este jogo é Hardcore, ou seja, não é pra "qualquer um". Quando você morre, caso você não tenha encontrado ou construído nenhum recurso para ressuscitar, o jogo acaba ali mesmo e seu save é automaticamente apagado. Lembrando que ele não permite milhões de "saves" em um mesmo jogo, por isso cada decisão deve ser tomada com cautela.

Touch Stone (altar para ressuscitar que se quebra após 1 uso)
Até mesmo os instrumentos de ressurreição não são totalmente facilitadores da sua vida, afinal de contas são difíceis de serem encontrados, você não escolhe onde eles vão ficar (e consequentemente o local onde você vai renascer), você ressuscita com penalidades (fome, sanidade, saúde) e quando você morre todos os itens que você carregava caem no local onde você morreu. Dependendo do tipo de monstro que tenha por perto, "boa sorte" pra tentar recuperar seus itens. 

Você pode até construir alguns instrumentos e escolher onde eles ficam, como por exemplo as Meat Effigies, mas não é qualquer personagem que vai ter facilidade de construir, o custo é um tanto alto, os materiais não são abundantes e a regra de "dropar" todos os itens no local da morte permanece.
Até mesmo o Amuleto não é fácil de ser construído pela dificuldade de se conseguir os materiais, principalmente no inicio do jogo: Gold Nugget ×6 Nightmare Fuel ×4 Red Gem ×1

Algumas das formas de morrer que eu já experimentei:
* Morrer de fome
* Ser morta por monstros Cachorros, Abelhas, Búfalos, Sapos, Porcos, Tentáculos... Dependendo de quantos desses estiverem juntos você vai ficar se perguntando se alguém "anotou a placa" de tão rápido que você vai morrer.
* Ser morta por um "Grue" (monstros que espreitam a escuridão da noite e que podem ser espantados pela luz da fogueira ou por alguns vagalumes)
* Morrer queimada. Incêndio na floresta é teeeeenso.
* Morrer comendo Monster Food, como Monster Meat ou Durian.
* Construir Meat Effigies (instrumento de ressuscitar) demais e acabar reduzindo sua saúde a 0.
* Ser picada até a morte pelos Tallbirds (uns passarinhos pernudos estressantemente chatos).
* Ser morta ao não conseguir capturar de volta o Boomerang que eu mesma joguei.
* Congelar até a morte no inverno.
* Pegar um arbusto cheio de espinhos quando estava com a saúde baixa.
* Ser atacada por uma árvore gigante que pode andar e te perseguir pelo mapa todo!

Morrer pode ser frustrante para alguns jogadores, mas não é o fim do mundo
Ao morrer você faz a contabilidade da experiência que você ganhou e é nessa hora que você vai poder desbloquear personagens com novas habilidades. Sem contar que ao iniciar um novo jogo do zero você vai ser um jogador mais experiente, fazer novas escolhas e encontrar um local melhor pra fazer seu acampamento.


Caso você seja do tipo que não vai ter paciência pra começar tudo do zero, existe um novo modo de jogo encontrado nas opções de jogo chamado Default Plus, para um inicio mais rápido
Nesse modo de jogo você já começa com 3 baús perto de você com alguns suprimentos para os primeiros dias. Claro que a escolha desse modo mais rápido vai acarretar por padrão em um mundo mais desafiador com mais monstros e muitas, mas muuuuuitas aranhas.



Seu mundo, suas regras!
Caso você queira uma verdadeira moleza, sente no pudim, ou então modifique as configurações do mundo para que ele tenha mais recursos disponíveis (quantidade de monstros, disponibilidade de alimentos, duração das noites, duração das estações do ano, etc).
Essas opções também podem ser usadas caso você esteja achando o jogo fácil demais (sim, isso é possível) e queira botar um pouco mais de emoção e desafios em sua vida. Combinados com o "herói do hard mode" (quando você o desbloquear) você poderá construir um modo de jogo que até o Chuck Norris vai gostar.


5/5
Pontos Positivos x Pontos Negativos

POSITIVOS
(1) Uniu pontos positivos de seus antecessores (Minecraft e Terraria) adicionando novas funcionalidades (sanidade) e objetivos mais complexos.
(2) Estimula muito a exploração do mundo
(3) Constante sentimento de "ainda não estou seguro aqui"
(4) É Hardcore, mas também permite a edição do mundo para se adaptar a jogadores "não tão hardcores assim".
(5) O jogo continua recebendo constantes atualizações e suporte da Klei Entertainment.
(6) Bom gráfico (dentro do estilo proposto) e boa ambientação sonora.
(7) Dispensa uso de guias e tutoriais fora daquilo que já é oferecido pelo jogo
(8) Mesmo sem o lançamento de Creation Kit já tem muita gente fazendo MOD desse jogo

NEGATIVOS
(1) Não tem modo multiplayer
(2) Poderia ter mais conteúdo. Se comparado a Terraria, o jogo ainda está um pouco pequeno quando o assunto é variedade de terrenos e itens que podem ser criados, maaaaas é importante lembrar que atualizações continuam sendo constantemente feitas para Don't Starve e em breve teremos cavernas.

NEUTROS
(1) Oficialmente não tem tradução para Português Brasileiro. Alguém ainda não sabe falar inglês hoje em dia??? Dica: Tem até curso de graça na internet.
Como já existe uma galera fazendo MOD. O Salsa já fez um MOD que traduz o jogo pra PT-BR, como pode ser visto no vídeo abaixo by bksgames.


PLATAFORMAS
PC

Onde Comprar
Ele custa SÓ R$24,99 na Steam. Se você combinar de se juntar com um amigo vocês compram DOIS jogos por R$ 37,49 (míseros R$18,75 pra cada um).
Abro aqui um espaço pra dizer que muitas pessoas me perguntam onde eu faço download dos meus jogos, onde eu achei "pirata", pedem link de download, etc. Mas não é pirata, galerinha. Isso pode parecer papo de gente chata, mas eu acho importante dar uma força pra empresa que fez o jogo principalmente quando é jogo Indie. Me perdoem a sinceridade, mas piratear jogo tão baratinho assim já é "mal-caratismo" ao meu ver.

Conclusão
Este é sim um jogo que vale cada centavo que você pagar por ele... Na verdade ele vale até mais, afinal de contas ele é muito baratinho na Steam.
Não é apenas uma "salada de frutas" que misturou Minecraft com Terraria. Ele introduziu sua assinatura própria e proporciona um realismo maior a experiência do jogador capaz de proporcuinar muitas horas de diversão.
As previsões de novas atualizações trazendo cada vez mais conteúdo, o constante suporte da Klei Entertainment somados a uma ativa comunidade MODder fazem o futuro de Don't Starve parecer cada vez mais promissor.
Mas atenção ao relógio! Nossa imersão pode ser tão grande no mundo de Don't Starve que podemos acabar jogando por uma madrugada inteira, e acabar perdendo a hora do trabalho.

Comentários
4 Comentários

4 comentários:

Nada melhor pra fazer então vamos comentar nasse bagaça ;P